6 de maio de 2013

Beleza vã

Imegem Francine Van Hove

De que valia tem-me a beleza
Se o que ela acrescenta é dor...
De que serve a mim um sorriso que prende
Aprisiona em vez de libertar

O que soma a esse olhar que ilude
Engana em vez de revelar
Esses traços que ferem
Onde não deveriam nem marcar

A dor ainda é o combustível que me fortalece
Enrijece meu coração, cala os desejos 
Sufocando a vida e impulsionando-me a agir
Mesmo contra a minha índole

E essa carcaça que julgam como beleza
É o fardo que me aprisiona
No lugar de ser a armadura que me protegeria
Contra esse eu amargo que alimento

Para tudo serve, menos para traze-lo de volta 
Ou para libertar-me de mim mesma 
E desse sentir devastante que sufoca 
Contamina a todos que se atrevem a tocar 

Ainda outra vez, de que valia tem-me a beleza
Se a cultivo para quem não a deseja
De que serve meu sorriso se só se arma pelo teu
O que acrescenta meu olhar se debalde, ainda procura o seu...

Imagem Francine Van Hove

2 comentários:

  1. Que lindo!
    Me lembrei da música da Marisa Monte: DO QUE ME IMPORTA...
    Amei as imagens tb! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Camila!!! Feliz com suas visitas!!!

      Excluir