14 de outubro de 2016

Estrada


E a cidade passa por mim
Ou será que sou eu quem passa por ela?
Nessa vastidão de ausência de cores
É tão cinza, vermelho, verde, sigo em frente.

E a cidade permanece a correr,
Luzes ficam, outras vem à frente,
E o tempo simplesmente não para
As coisas permanecem a fluir

Só não o encontro na imensidão desse incontrolável vai e vem
Mesmo que tudo que eu queira seja esbarrar você
Que esse cinza me leve ao verde do seu sorriso
E tire de vez o vermelho que essa sua saudade me causa

Passo sinais, sigo em frente
Mas tão perdida que pareço ficar pra trás
É automático, deslizo, percorro
No intimo, eu morro.


06/11/12

22 de agosto de 2016

Perdemo-nos

Imagem: Patrice Murciano
Talvez tenha sido ali que nos perdemos 
Quando sua falta deixou de falar alto
Quando não me importei em escreve-lhe
Ou deixei de correr para abri seus pensamentos

Talvez tenhamos ficamos na ligação que deixei de fazer
Ou ainda naquela ultima que não me atendeu
Ou ainda no abraço que acolheu a dor
Nas mãos que secaram as lagrimas

Talvez tenhamos nos perdido
No exato instante em que nossos olhos
Se desviaram para evitar a dor
Que negamos o sorriso

Que desistimos da sorte
Que tentamos fazer-nos senhores
Ditar as próprias regras
Quebrando padrões, violando nossas crenças

Talvez tenhamos nos perdidos na curva da vida
No lençol de cetim, no perfume que ficou na mente
Ou talvez, quem sabe, estejamos là.
No fundo, onde sempre estivemos.



12/11/12

11 de fevereiro de 2016

Se não for nós


Imagem: Atlen 


Infeliz saudade que te faz presente a todo instante
Joga-me a face sua ausência 
Reclama forte a falta que me faz 
Gritando a quatro cantos o quanto te quero. 

Fecho os olhos e vejo você 
A única imagem que desejo ter. 
Despejo frases sem sentido 
Tentando distanciar a saudade 

Releio frases, conto historias. 
Minto pra mim. 
Ouço musicas. Te incluo nelas. 
São nossas. 

É que cada palavra só tem sentido se for Você 
Não há poesia se não tem sua imagem 
E cada letra ira sempre traduzir 
O pouco de nós que ficou em mim. 

Não há poesia se não for Eu e Você 
Não há amor se não for essa obsessão insana 
Que faz de mim ainda sua. 
Que te prende aqui. 

Não haverá fim se não for Nós 
Nem sonhos. Nem planos. 
Nem palavras. 
Só saudade. 

14/02/14


Imagem: Atlen