21 de janeiro de 2013

Erro meu...





Foi erro meu ama-lo mais do que a mim mesma
Esperar na sua força, não na minha 
Precisar tanto de você
Respirar seu ar

Foi erro meu não poder viver sem seu carinho 
Acreditar mais em nós do que em mim 
Ignorar minhas forças 
Enaltecer as suas

Foi erro meu dizer sim, estar disposta a tudo 
Declarar-me, me entregar 
Querer mais a você do que a mim 
Espera-lo sem limites, aceitá-lo sem escrúpulos

Foi erro meu não questiona-lo 
Não amar a mim, Precisar tanto de você 
Perder-me na sua ausência 
Não suportar a sua falta

Foi erro meu confiar no seu sorriso 
Acreditar nas suas palavras 
Entregar-me, aceitar suas verdades
Idealizar seus desejos

Foi erro meu me enganar 
Omitir os meus desejos 
Pensar que o conhecia 
Tentar lhe decifrar

Foi erro meu revelar os meus medos 
Contar meus segredos 
Enumerar meus sonhos
Entregar minha alegria

Foi erro meu dizer sim
Dar-me por completo
Não pensar duas vezes, não voltar atrás 
Iludir-me, acreditar no coração 

Foi erro meu achar que lhe tinha 
Não ouvir a razão
Não saber conter, 
Perde-lo... Foi erro meu...

15 comentários:

  1. Como dizem, é errando que se aprende... Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Pode deixar!!! Tem bastante pensamentos pra dividir com vocês... ;)

      Excluir
  3. Excepcional o pensamento. A arte expressa com palavras. A forma expressa de como as vezes, em um relacionamento, a culpa por ter dado errado é querer que ele desse certo demais.
    Lindissimo!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita menino profundo!!! Obrigada por compreender!!!

      Excluir
  4. amei Nay tdo muito lindoo!! ^^

    ResponderExcluir
  5. Todos eram.
    Bom quando temos tempo para acertar.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda estou buscando esse tempo, acredito que o vivendo cada dia!!!!

      Excluir
  6. Boa cadência e bom uso da anáfora. Amo estrutura de repetição na poesia pois em suma é basicamente isto em que consiste o jogo pois na repetição tentamos romper com a finitude, e flertar com o infinito, mesmo que em apenas um instante.

    ResponderExcluir
  7. Boa cadência e bom uso da anáfora. Amo estrutura de repetição na poesia pois em suma é basicamente isto em que consiste o jogo pois na repetição tentamos romper com a finitude, e flertar com o infinito, mesmo que em apenas um instante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seus comentários são mais poéticos que meus textos!!!!! Chego a ficar envergonhada!!!!

      Muitoo obrigada!!!

      Excluir