24 de janeiro de 2013

Meio do Caminho




Em passos longos ansiosos da chegada, 
Muitas vezes fiquei sem concluir a estrada. 
E assim, no meio do caminho 
Alguns se perderam de mim 
Ou talvez seja eu quem tenha me perdido deles. 

Entre entregas e recusas 
Amei e muito fui amada, 
Porém com o tempo ia-se também 
tudo o que eu esperava 

Ouvi juras de amor, e fiz algumas. 
Também ouvi maldições, 
Sem amaldiçoar ninguém. 
Foi o silêncio quem deixou os traumas 

Fiz planos enquanto esperei a chegada 
Também permitir que me esperassem 
Desejei como a vida, ainda assim, 
Fugi como tentando escapar da morte.

Mesmo querendo amar 
Recusei, recuei, temi a dor 
Por mais que eu tentasse falar
Era a indiferença que tinha ao redor 

Acabava sempre por me calar 
Cessando outra vez meus passos, 
E mais uma vez pelo meio do caminho 
Sentia, sofria e amava em falso. 

Por mais que a vida tentasse me curar 
A estrada apesar de longa 
Tinha apenas uma direção. 
E por nunca conseguir chegar, 
Ficava ainda e mais uma vez em contramão 

Mesmo censurada por suas palavras, 
Ou guiada por outras mãos 
Saindo e entrando em contradição, 
Sempre assim no meio do caminho... 
Voltando sempre a mesma direção. 


10 comentários:

  1. Andamos por vezes às voltas e voltamos ao ponto de início, para escolher outro caminho e mais tarde voltar novamente.
    Um dia, porém, o caminho será o certo e será de mão dada com a felicidade, que percorreremos a estrada do Amor.
    Belo poema!

    ResponderExcluir
  2. Para bloquear "um" conteúdo do blogger, basta que você clique no desenho de uma folha. vai abrir uma página com uma lista dos seus posteres, cada item vai ter um quadrinho logo no início de cada linha,
    marque o quadrinho (um clique) suba o elevador e procure "transformar em rascunho"
    um clique . Pronto. Qualquer coisa que queira corrigir é só clicar em "editar".
    Boa sorte. Qualquer coisa estarei por aqui.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. lindo msm parabens estou amando todos eles mas sempre vc vem com um melhor *-* bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Super feliz que esteja gostando!!!!

      Excluir
  4. Assim são nossos caminhos. Levam-nos onde queremos, poucas vezes; Onde nem sabemos, quase sempre; Onde começamos a viagem, por certo, sempre.
    Gostei dos textos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Quem dera tivéssemos sempre as rédeas dele!!! Mas feliz com seus destinos!!!

      Excluir
  5. Só uma pessoa com sentimento a flor da pela é capaz de escrever tal poema, com muita inspiração é claro...
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Só uma pessoa com sentimento a flor da pela é capaz de escrever tal poema, com muita inspiração é claro...
    Parabéns!

    ResponderExcluir